segunda-feira, 26 de outubro de 2009

A TURMA DO FUNIL

A Veja dessa semana trouxe uma manchete mega direta "Quem Cheira Mata". Mais uma vez alguém falando o óbvio que muita gente teima em não enxergar. O blockbuster da pirataria, "Tropa de Elite", também cutucava na ferida da classe média/classe abastada que adora uma passeata pela paz de manhã e subir o Morro do Macaco Molhado de noite.
Por acaso arma materializa por geração expontanea na mão de bandido? Não né, isso custa dinheiro, e não é pouco dinheiro não. De onde vem essa grana toda?
Dito isso, quero dizer também que não tenho nada contra quem usa droga. Sabe por que? Porque todo mundo usa. Nem adianta vir falar que um dos problemas da maconha é que ela é a porta de entrada para outras drogas. Não é. O cicerone aí é o tal do álcool. Não tenho pesquisa disso, não tenho estatística, mas aposto que o primeiro contato da grande maioria das pessoas com o barato-loco se deu através do alcool. Vou além, esse contato se deu dentro de casa. É, porque o álcool não é somente uma droga legalizada, é também in-cen-ti-va-da. Não, não, não! Não to falando das propagandas, que ainda trazem o adendo ridículo de avisar que beber pode trazer confusão. Que bom que avisam né, bastante educativo. Se não falar é capaz da pessoa embriagada não perceber... Bom, a coisa vai beeeemmmmm além disso.
Quer comprovar? Faz o teste. Nas festas de fim de ano na casa da sua tia, quando te oferecerem cerveja, recuse. Ah, claro, ele gosta é de vinho, seu cunhado vai pensar. Daí você recusa o vinho. Ahn??? Mas o que você tem? Tá fazendo algum tratamento? Tomando antibiótico? Não??? Putz, esse cara tá ficando tão esquisito... Falei mentira? Taí, família.
Agora vamos aos amigos. Churras da galera, uhuuuuu! Fala sério, se você não sair de lá escornado ou pelo menos vomitar no pé de alguém, vai ser alvo de comentários. Ham, não é que você precise beber socialmente, é que socialmente você é praticamente obrigado a beber.
Enfim, voltando lá nas armas compradas com o dinheiro do consumidor. Ninguém precisa comprar arma prá vender cachaça precisa? Você já viu guerra de artilharia pesada prá uma cerveja tomar ponto da outra? Pois é, acho que devem ter estudos mais científicos aí que o mero palpite de um... vamos dizer, palpiteiro. Mas eu tenho cer-te-za que, tirando a parte da criminalidade, o álcool produz mais danos sociais que qualquer outra droga. E é legal.
Então, não seria por aí o caminho a ser seguido? Heim?

Um comentário:

  1. e foi na mesma semana que acharam o Zina com droga

    ResponderExcluir

Achou meio complicadinho comentar? Olha só, nas opções que pedem aí, você pode marcar "anônimo". Não, você não vai estar comentando nada escondido e nem sacaneando com meu blog. Esta é a forma para permitir que todo mundo possa comentar. Aí, se quiser que eu saiba quem é você que comentou, basta assinar.
Be-a-bá demais? Né não, muita gente falou dessa dificuldade e saiu sem deixar recado. Agora todo mundo pode! :-)